Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM RUMO

Por Rosa Regis
Natal/RN - 1999? (talvez)

       I
Andando a ermo
sem rumo certo,
Vislumbro ao longe
um ponto incerto
Com cores vivas
e espaço aberto.
Vou indo... indo...
Já estou bem perto.

As cores fogem.
Fecha-se o espaço,
Será possível!...
Apresso o passo.
Mas não adianta,
meu Deus!... que faço?
E curva-se-me o corpo
pelo cansaço.

      II
Reajo... Sigo...
tento de novo.
A subida é íngreme,
difícil, um estorvo.
Mas não desisto
da tentativa
Pois não morri
Ainda estou viva.

Por mais difícil
que possa ser
Os obstáculos
hei de vencer.
Venço o desânimo
e o cansaço,
Dêem-me as alvíssaras!...
Achei meu espaço!!!
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 15/05/2006
Código do texto: T156633
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Regis
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 67 anos
383 textos (153792 leituras)
1 e-livros (8 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:24)
Rosa Regis

Site do Escritor