Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INFELIZ

A inocência dos teus verdes anos,
a candura da tua adolescência,
todas as rosas da tua existência,
perdeste no amargor dos desenganos!...

Que és agora? -- Uma mulher perdida!
eus sonhos? Tuas ilus~oes da vida?
-- Foram jogados num bordel sem luz1...
E, dentro do teu peito amargurado,
existe um coração despedaçado
ea desbotada sombra de uma cruz!...

Tu'alma chora por te ver forçada
a sorrir, sempre, àqueie que te chame!
Ao animal sedento de desejo,
tu deves, sempre, oferecer teu beijo!
Que és agora? -- Uma mulher infame!!!...
Julio Sayão
Enviado por Julio Sayão em 15/05/2006
Código do texto: T156665
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julio Sayão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 93 anos
65 textos (39436 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:16)
Julio Sayão