Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APRENDIZES

Tu, meu amor nunca conjugado,
Verbo puro, nunca falado,
Luz intangível, sem calor;
Fruta de beleza ímpar, sem sabor,
Rosa sem perfume,
Oferenda posta  para algum deus,
Supostamente eu, sem o saber.

Amor de minha vida, intocável amor
Que ficou entre brumas, num altar esquecido,
Para um eu amadurecido e terreno reencontrar.

Saiba,
Antes um único beijo
E o calor de um desejo incontido,
Todo o gosto de um sabor revelado
Vertido em cristalina taça
A derramar-se em cor;
Essência posta sobre a pele
Para destilar-se sobre pulsar de corações e vidas

Sublime encontro de apenas uma vez,
Melhor que o desejar de mil noites e mil dias,
Duas criaturas moldadas na massa humana,
A rirem-se da aventura de desnudar sentimentos
No mais puro toque do calor dos corpos:
Platônico amor realizado.
Chico Steffanello
Enviado por Chico Steffanello em 15/05/2006
Código do texto: T156860

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chico Steffanello
Sinop - Mato Grosso - Brasil, 58 anos
246 textos (31036 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:11)
Chico Steffanello