Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

burgo


o burgo é uma selva onde me perco
as criaturas– outrora formigas – são agora gigantes
a atropelarem os meus sumptuosos momentos
não me sinto livre
não me sinto ave a rasgar o azul
a tanger as estrelas
sei-o nos meus monólogos eloquentes
escadaria dos meus horizontes

soltar-me
ser ave
renegar a gaiola

infrutuosos suspiros de mim
lunapensativa
Enviado por lunapensativa em 08/05/2005
Código do texto: T15687
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lunapensativa
Portugal, 44 anos
114 textos (10364 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:59)
lunapensativa