Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COPACABANA PURA POESIA


E lá vem ele exuberante
Mais um dia de sol quente
Nem precisa ser verão
Chegam de todos os lados
Moradores ou não
Rede cheia, corpos morenos.
De um lado para o outro
Isopor na mão
Cadeiras coloridas
Na areia meninas:
A recatada e a perdida
Ninguém sabe!
Ninguém liga!
Nem importa se é ou não.
O joguinho de cartas
O papo descontraído
Cerveja gelada
Nunca é dia perdido
Entre os prédios a benção divina
De braços abertos ELE ilumina
Diversidade de cores e de sabores
Flertes, olhares, amores.
Na beira a observar
Contornos a caminhar
Sobe a fumaça pelo ar...
Crianças correm para a espuma
Mães neuróticas a gritar
O dia rola...
Termina.
Ai que dia!
Copacabana pura poesia
Aí valeu! E amanhã você vai vir?
É claro que sim.
Volto para curtir...
Aonde o mundo vem se divertir.

(25.10.2005 Rio de Janeiro/RJ)  
Natureza Poética
Enviado por Natureza Poética em 16/05/2006
Código do texto: T156931

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citando nome do autor, data, local e link de onde tirou o texto.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Natureza Poética
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
43 textos (3204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:14)
Natureza Poética