Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TERTÚLIA DO FADO

TERTÚLIA DO FADO

Numa tertúlia de amigos
Onde Baco falou mais
Das desditas do destino,
O poeta abriu no canto
O murmúrio de seus ais !...

Mediante a melancolia
Que invadiu sua razão
O poeta naquele dia...
Cantou com inspiração
A dor da triste paixão !

Era tanto o que sofria
Que sua alma vagia !
Nos acordes da canção.
O fado nasceu nesse dia
No bairro da mouraria,

Logo o fado criou fama
Da mouraria à alfama...
Do bairro alto à madragoa !
Correu as sete colinas
Fez fama em toda Lisboa !...

Criou fadistas de raça
Criou raça de fadistas
Cantores que cantam na praça
Como Amálias e Severas
Também criou guitarristas

Com a sua criação
Hoje o fado é com certeza
Um murmúrio da saudade
Onde a raça portuguesa
Canta sua felicidade

SP 23/10/2004
Armando A. C. Garcia
e-mail: armandoacgarcia@ibest.com.br
Armando Augusto Coelho Garcia
Enviado por Armando Augusto Coelho Garcia em 16/05/2006
Reeditado em 22/01/2017
Código do texto: T157069
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Armando Augusto Coelho Garcia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 79 anos
730 textos (26479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/07/17 15:47)