Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Padecimento

Sou de chita
Sou cascalho...

Vou vagar toda esta noite
Vou engolir toda esta solidão
Pois a solidariedade está
Nas normas, nas tradições,
Nas leis a serem cumpridas...

É teu dever, vá, dane-se,
Pois a inocência clama..

Esta minha fase eu resolvo...
Muito massacrada, tentei informações,
Foram concretas...

Tem dó de mim não, idiota sóis vós
Multiplicando dores e contrações..

Acho que vou chorar muito ainda..
Porém, sairei sempre isenta de trapaças...

Estou bruxa agora, enfiei minhas garras...
Saí então contendo raivas..
Arregaçando as mangas..
Marcando as calçadas
Com minhas lágrimas...

Sou brita pura
E Maria tão mole...

Tremerão sempre minhas bases..
Cairão átoa meus alicerceres...

Feridas abertas, expostas,
Quem há de curar?..
Mas, as feridas são cauterizáveis
Pelo tempo...

E eu vou me levantando de esgueira,
Por um imenso pulsar que mora em meu ser,
Que habita minhas cavernas,
Desde a infância...

Dorothy S. Carvalho
Dorothy Carvalho
Enviado por Dorothy Carvalho em 16/05/2006
Reeditado em 10/09/2009
Código do texto: T157406
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dorothy Carvalho www.dorothycarvalho.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dorothy Carvalho
Rubiataba - Goiás - Brasil
351 textos (53939 leituras)
1 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 14:04)
Dorothy Carvalho