Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

degraus

subi os degraus até à tua casa
com o silêncio a lembrar-me palavras

neste caso, as palavras são um vinho macio
que fervilha nas veias

o meu sangue tem o sabor de
memórias doces e perfumadas

agora, não há lugar para a escuridão
todos os sóis iluminam as escadarias

e a noite onde depositava a minha solidão
sugere-me tonalidades e fragrâncias que nunca me visitaram

a natureza é sublime quando olho para o nosso jardim
e vejo os malmequeres a crescerem e a sorrirem

os malmequeres já não se desfazem nas minhas mãos
já nada é como dantes

lunapensativa
Enviado por lunapensativa em 09/05/2005
Código do texto: T15772
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lunapensativa
Portugal, 44 anos
114 textos (10364 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:15)
lunapensativa