Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A nau está em profundas águas...

A nau está em profundas águas
Palavras que ficam soltas
Busca qual fermento, senso
Nas ávaras telas do momento
Espaços fortuitos
O coração que espera muito
A parede é cristalina
O Jardim além da Ilha
Malvas nesse acre argentino
Lanhas de madeira, outro movimento
Para anhures, céu sem fim
Loas, morcegos & serafins
Dantesca nave, palhas, assento
Nem prata, ouro, parco provento
A música que toca no rádio, ávida
A caixa alta que grita
Outra nau, sem desesperados
Malha de ferro frio, emaranhados
Imagens trocadas, outros sinais
Sobraram pombas, nada, pardais
Vestuta para trocar Ilíada, posto finda
A Ilha de perto, solitária e linda
Nada para os céus que se queda.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 09/05/2005
Código do texto: T15782
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:12)
Peixão