Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Moça de Doce

Vi agora,
agora mesmo,
uma moça igual
ao sol.

Medi a moça
dos olhos
à boca sensuais,
vi a moça
que não era
da roça.

Vi agora,
agora mesmo,
uma moça igual
ao vento...

que bateu...bateu
em meu corpo,
passou e nem
me viu.

Só raspou.

Ver o quê?
do rei?
do mestre?
nada!

Pura fantasia,
eu a conheço demais,
acho que é até
amor puro,
igual água lavada,
e, ela, nem percebe
meu desastre!

São aquela moças
que passam e
só deixam saudade !

Mas logo na minha
idade?
Eu tenho quarenta
ela,quinze!

Bem,
eu só represento!
não tenho mais
assento aos quarenta!

Tenho que entrar
em grande quarentena,
só assim não buliço
mais com puras
donzelas
que lá me afligem
às centenas !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 18/05/2006
Código do texto: T158075
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26788 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:48)
José Kappel