Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Falta Azedar a Vida

Minha malfadada glória é ter tido você.
Bonita,
glamourosa, cheirosa, fanhosa,
com gosto de mel e toda ardida de morena!

Bela mulher!
Toda hora me pedia
o ardor de um beijo,
o frenesi de um abraço.

Me pedia afagos!

Dei.

Dei tudo.
Se fosse só dinheiro
até comprendia.

Mas levou o que há de mais
puro no homem:
- o sentimento de gostar!

Pois até isso ela levou.
Me trocou em miúdos
e me mandou passear.

Me enganou o tempo todo!
Eu! tolo! Vindo de ruelas empobrecidas!
Cai em sua história malversa.
E nela acreditei o tempo que vivemos.

Um dia, ela levantou ríspida, e disse
dadivada:
homem! vou embora com outro
homem!

Porque de ti não gosto mais!
De você não gosto mais.
Gosto de outro, sem mais conversas!

E foi!

Hoje, depois que o tempo se arrumou
vestal, me aprumou de feridas, mas também
as sarou.

Agora,ela quer voltar!

Zeus dos castelos polêmicos!
Filhos de Ricardo -o porteiro
dos castelos dos deuses!

Azedo minha vida!
Mas pra essa mulher,
nunca mais,
nunca mais...
É só resto de pó...é coisa endêmica!

Fujo dela,
fujo da vida,
me embrenho na morte
única parco espelho
onde vivi este tempo !
Voltar! Não volto!
Nem no desespero !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 18/05/2006
Código do texto: T158076
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26784 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:23)
José Kappel