Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Texturas da Vida de Alguém


Vendo Texturas
Chorei,
E chorei
Outra vez.
 
E vou chorar
Cada vez.
 
Queria dizer
Alguma coisa,
Migrei para dentro
De mim mesma.

Busquei ali
Palavras,
Consolos,
Sentimentos.
 
Mas,
Não sei.

Acho
Que não devo.

A vida
Já fala
Tanta coisa.
 
E acho
Que não sei
O que dizer.

Desejo,
Que
Se
Desenrole
Da dor.

E mesmo,
Nos 70 anos
De sonhos
Vale a pena
Começar denovo.

Olhar para cima,
Além da montanha,
Além das nuvens
Que a cobrem
A cada manhã
Ao abrir da janela.
 
Para além
Do vento
Que açoita
A alma
Da terra
E da gente.
 
Para além
Dos fios
De alta tensão.

Olhe para as flores
Que passam por eles,
Para as flores
Que cobrem
O barro do telhado.

Olhe para as ruas
Cheias de histórias.

Histórias
De mãe e filha
Que falam
Por incógnitas.

Histórias de casais
Na contramão
Da vida.

Histórias
Que perambulam
Pela rua
Entre fadas.
 
Que esperam
Encontrar,
O labor
Que sustenta.
 
Histórias,
Que passam
Pelo banco
Da pracinha
Do interior.
 
Olhe para onde
Os olhos de todos
Não olham.
 
E siga,
Mesmo
As sinaleiras
Solitárias.

Elas
Com certeza
Levam
Para
Algum lugar.
 
Onde
A aurora
Da vida
Nasce.

E onde
A alma
Se funde
Com o azul
Da água.
 
Com o início
E o fim
Do arco-íris.

E com
O recomeço
Da caminhada
De sonhos.
Maria
Enviado por Maria em 18/05/2006
Reeditado em 18/07/2006
Código do texto: T158167
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4551 textos (185936 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:40)
Maria

Site do Escritor