Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DO AMOR QUASE PERFEITO QUE NÃO CULTIVAMOS


Doce,
ainda entre os acres,
até para
que adocem.
Suave,
em meio aos golpes,
que virão
como é sabido.
Espaço de céu,
para que voe livre
e liberdade
pra querer
estar junto,
assim,
por seu próprio desejo
E não
esquecer
no medo da falta
que fará
se se for.
Ah!
E a capacidade
de se renovar,
de surpreender,
quando
tudo em volta
é mesmice.
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 09/05/2005
Código do texto: T15866

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154016 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:43)
Débora Denadai