Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Busca

Busca a pessoa quase sempre o que se deseja ouvir.

Busca calculada... Programada...
Com um "prontamente" obrigado por ter sido entendida.
 
Tamanho espanto, quando se depara, em situação inesperada.
Não há sequer intromissão durante o relato...
Simplesmente ouvidos a postos,
seguido de um olhar que ultrapassa o visível.

E em meio às perguntas quase sempre sem as respostas esperadas, segue uma aflição diferente, de que se precisa convencer.
Perde-se... Não se sabe mais a quem deve se convencer.
A si próprio não... Não foi isto que imaginou.
Em fração de segundos o começo retoma... Será o começo mesmo?
Reforça, insiste...
O meio foi bem explicado... Já se encontra no fim...
Ou será um quase fim?

Ainda restam algumas tentativas... Teria sido "claro"?
Repetitivo...
Quisera as palavras se tornasse "ecos" para que não houvesse a preocupação do esquecimento...

Vai à busca de sua razão... E encontra outra razão.
Razão de quem buscou o entendimento, através da paciência,
Da tolerância, na busca do outro...
Então o invisível resgatado se completa no que fora dito
No vão das palavras...
Por acréscimo... O silêncio...
Tão presente... Tão necessário.

Uma das muitas "pérolas" da vida

...Por vezes vivenciei...
...Por muitas vezes admirei...
ziza Silvestre
Enviado por ziza Silvestre em 19/05/2006
Código do texto: T158832

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ziza Silvestre
Ourinhos - São Paulo - Brasil, 53 anos
217 textos (14089 leituras)
1 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:20)
ziza Silvestre