Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminho das flores


O caminho das flores por onde sigo também me servem de abrigo,
nesse  caminho já passei por várias fases,
abrigo já tive,
e cansaços já matei,
amores já vivi
e separações já sofri.

Hoje cansado estou,
mas no mesmo caminho ainda vou.

Vou caminhando,
vou seguindo em frente
sem saber onde chegar,
sem saber onde este caminho vai dar.
Sem saber pelo que mais nesta vida
irei passar

Talvez seja isso!
Talvez essa seja a graça de seguir neste caminho,
não saber o que virá após a próxima curva,
sem bússola,
sem direção,
talvez até pelo mesmo ponto deste caminho
poderei eu passar;

Mas pelo mesmo ponto posso passar
talvez querendo voltar,
ou talvez sem querer,
somente passando pelo mesmo ponto
em outra direção podendo estar.

Esse caminho das flores tem espinhos,
tem cravos e tem rosas,
tem azaléias e hortências,
tem muitos buracos e muitas pedras também;
Caminho este é cheio de tropeços,
Escorregões e quedas.

Mas para todas essas existiu o levantar-se,
para algumas houve o sacudir da poeira,
para quase nenhuma acarretou o dar a volta por cima,
pois seguir em frente é fácil,
mas deixar de olhar para trás é quase impossível.

E por cada novo campo que eu passe,
cada nova espécie de flores,
me trará a memória,
tantas outras já passadas,
já vividas,
outros perfumes já sentidos.

 
                                                                Pablo M. Rodriguez
Paez
Enviado por Paez em 19/05/2006
Código do texto: T159148
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paez
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 38 anos
133 textos (6348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:01)
Paez