Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para sempre Outono


 
Para sempre Outono
Para sempre este dourado aberto na flor da Primavera.
Para sempre os teus olhos com os meus neste canto
onde a tua folha brilha, e os ventos tépidos se fazem de doces segredos.
Para sempre a tua tez d'oiro na minha face, a minha mão na tua,
no sossegar do pranto. Para sempe envelhecer com um sorriso nos lábios.
Saber sempre devagar o nosso cálido menino. Para sempre a nossa filha,
na torrente dolente do amanhecer.
Para sempre beber, como deve ser, as palavras dos poetas
que nos encontram devagar.
Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 20/05/2006
Código do texto: T159327
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:09)
Constantino Mendes Alves