Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Luta, intensa luta.


Acho que sou um estranho no paraíso,
Acordado de madrugada
Levando os meus sonhos,
Que insistem acometer-me
De sofrimentos e desejos.
Galgado pela esperança,
Alienado pela violência,
Creditado pelas ocorrências,
Pragmático pêlo seres,
Que não querem defender-se
Através da democracia social.
Por isso os sonhos
Querem por que querem
Ate assumir no descanso
Esse introspectivo homem
Que se protege
Através das palavras.
Meus sonhos...
No negro do silêncio
Ainda assim não desistem
Porque sempre procuram
Na intenção dessa guerra
Triunfarem sobre o poeta.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 20/05/2006
Código do texto: T159837
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26305 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:47)
Condor Azul