Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Antena Zero!

Revirando conceitos, recortes a navalha,
Cicatrizes para tentar falar de mim,
Abusando da ordem estabelecida, fritas,
Inocência perdigueira contra absolutos,
O olhar fica mais tenso com o seio à mostra,
Espaço vago entre os dentes similares,
Teoria dos aflitos com a solidão pela tela,
Esse clarão que faz companhia na madrugada,
Lata cheia com o que acompanha pela noite
Atmosfera carregada de narcóticos,
Vinho sem gosto, pia entupida, sem leito,
Sofá caindo aos pedaços tomando o corpo,
A chuva se recusa a cair mais um dia,
Alagados na paranóia, vasca cerebral
Um velho menino contando modinhas
Revisionistas assassinam a antiga escrita
Panacéia educadora da flora intestinal
Uivos vindos de Alec na cagada Amérika,
Clandestinos no buraco da toupeira,
Malditos escravizando menores alheios,
De trás para frente, fugindo da inquisição...


Ficamos com as sobras, as sombras & alguns não!!!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 22/05/2006
Código do texto: T160744
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:54)
Peixão