Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***COMO UM COLIBRI***


Você chegou devagar
Como chegam os colibris
Nas manhãs de primavera
Sorrateiramente, entoou seu canto
E foi me dando seu encanto
Num sem querer, num contraponto...

E agora?
Como desabituar de tuas artimanhas
E seguir meu  rumo, sem destino certo
Despertar sem escutar teu canto
Inebriando meus sentidos famintos
De amor, paixão e desejo...

Quem é você, homem sem rosto?
Que vem me amar todas as horas
Na letra e melodia de uma canção
Nos devaneios sensuais em descontrole
E nas juras de um amor
Que se faz quase eterno...

Vibrante como fêmea incontida
Perco-me em rodopios de alegria
Sem saber onde chegar
Por não  haver partida
Tendo certezas
Nas incertezas desmedidas...

Quem é você, homem sem rosto?
Quem sou eu? O que somos?
Que serão  dos nossos sonhos?

Talvez, a coragem os transformem
Na realidade mais vivida e plena
Que nenhum de nós supôs
O emaranhar de nossos destinos
Como teias de suave brilho
Conduzidos por uma estrela no infinito!

                                                                     Nikitita...a poetinha de Niterói
 

Angela Oliveira
Enviado por Angela Oliveira em 23/05/2006
Código do texto: T161112
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angela Oliveira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 62 anos
315 textos (6578 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:09)
Angela Oliveira