Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reluzes de Cristais

O amargo sabor
que pende
indeciso nos critais
da vida
a tornam variantes
de desejos inconformados
e realizações sem fruto
razoáveis.

Ganhar é de feitura dos
poderosos;
perder é gasto
dos solitários.

O que mais me dói
nesta vida
é ver ao largo
de um porto sem cais,
minha ausência ressentida
sendo rebatida a beira-mar.

Por isso espero
- sei que é em vão -
sua chegada,
em algum lugar de minha vida.

E, por isso aguardo, igual a
uma criança,
com balas e sorveteiros
vindos de outro mundo -
que não é o meu -
você chegar num domingo
de inverno,
e torná-lo manhã da
primavera.

E, se de um todo,
parcial,voraz ou ameno,
você se insurgir
contra meu ralo
de vida,
sei, de verdade,
que você é cristal
doce
que reluz na primavera.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 23/05/2006
Código do texto: T161155
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26781 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:56)
José Kappel