Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AVISO PRÉVIO

quando eu morrer
não entoem hinos fúnebres
retóricas medíocres
ou cansativas ladainhas

escondam do meu juízo
os efêmeros elogios
e as pífias condolências
dos manuais de etiqueta

a morte não conduz a santidade
nem isenta a culpa de viver

deixem ao monólogo do silêncio
a inconstância dos festejos

digam sem pressa uma prece
ou um poema inexato

daqueles bem fingido

porque morrer é o supremo ato
de fingir não estar vivo.

João Nery Pestana
Enviado por João Nery Pestana em 23/05/2006
Código do texto: T161439
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Nery Pestana
São Paulo - São Paulo - Brasil
29 textos (1098 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:28)
João Nery Pestana