Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PÔR-DO-SOL

Tardes cálidas,
              horas mornas.
No horizonte o sol,
              em cor de fogo
desce em rubros clarões,
escutando o último cantar
              dos rouxinóis.
E com lampejos de ilusões
a brisa atônita se balança
              em imagens de mil sóis,
procurando escutar
              o breve gargalhar
das águas em fim de tarde.
Borboleteando ao pôr-do-sol,
              rubras papoulas,
sem aromas perturbantes,
se esgueiram nessas horas
              caladas,
em sussurros delirantes.
No empalidecer dos dias,
o vento cálido, geme
            pétalas de rosa macias.
Olhos dolentes se fixam
com êxtase, no entardecer
esperando sonhadores
o crepúsculo aparecer.
A lua desce,
magnífica,
pela colina,
e nas Teias do Silêncio...
            mais uma tarde termina!

By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)
do livro AQUELA VOZ
Anna DCastro
Enviado por Anna DCastro em 23/05/2006
Reeditado em 08/07/2013
Código do texto: T161703
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna DCastro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
207 textos (10690 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:42)
Anna DCastro