Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IMAGEM

MEIA NOITE-
A COR DA MINHA ALMA.
NO CHÃO UMA TAÇA QUEBRADA,
TODA A DOR.
`AS VEZES EU SANGRO
E ME TRANSFORMO NO VINHO QUE TOMEI.
SOU AMARGO.
O MÁRMORE FRIO DA JANELA,
MEU AMIGO...MEU IGUAL.
LÁ FORA O TEMPO DANÇA.
ETERNA PLATÉIA EU SOU.
O ESPELHO TRANSPIRA QUANDO ME VÊ-
MINHA VIDA REFLETIDA,
TODA ELA,INTEIRA.
QUASE MORTE.
pedro amaro
Enviado por pedro amaro em 24/05/2006
Código do texto: T161851
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedro amaro
Barra do Piraí - Rio de Janeiro - Brasil, 30 anos
35 textos (1174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:37)
pedro amaro