Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Odalisca Adormecida





Cansei de beber na
taça da solidão
o fel amargo da escravidão!
Adeus desilusão!

No umbigo do mundo
engravidei o coração
Renasci na boca da  paixão
Cobri-me com o manto da sedução

Nos finos lençóis de linhos
deixei o corpo em desalinho
Curvei-me diante da  cruz da tentação!
Deixei a alma em sofreguidão!

Deitei-me  no colo macio da vida
Debulhei as folhas
secas de velhas feridas
Germinei a ilusão!

Entreguei-me aos lascivos desejos
Afoguei-me  no mar dos doces beijos
Sobre os febris lampejos
deixei a fantasia  voar!


Tirei os pés do chão
dei asas a alucinação
Afaguei a  louca emoção
No paraiso fiquei a levitar

Sobre as muralhas da perdição
abrir os braços  desta  bendita maldição
Despertei a odalisca adormecida
que vivia tão entristecida
pela ausência  do seu sultão!
23/11/2004
Minha Página:
http://geocities.yahoo.com.br/zenainversos/index.htm









Zena Maciel
Enviado por Zena Maciel em 10/05/2005
Código do texto: T16191
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zena Maciel
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
239 textos (6626 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 00:54)
Zena Maciel