Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANTRO PÓS FAGIA

De que valem as placas, os neons,
Os tons seriais, o vômito do aço,
De que vale o vale, a cesta básica,
As asas postiças, os castiçais,
Os neo-animais,
A monarquia,
Se o pão ainda é ovo,
Se o ovo ainda é novo,
Se o povo ainda não?

Vale muito, sim senhor, o seu diploma,
A gaveta e os papéis do presidente,
Vale muito a carne macia
Em nacos quentes,
A mente geriátrica
Pelos corredores do senado,
Vale, sim,
As prisões à céu aberto,
A fresta com olhos de cano,
O desaparecimento discreto,
Vale pagar para ver
A entrega absoluta da selva
Ao seu algoz, a serra elétrica
Criando melodias carnais,
O vasto campo de pouso
Recriando aves futurísticas
E a nova vida cibernética
Varrendo páginas pálidas.

Vale, ou não,
Se acabar o tesouro,
Comer arara no almoço?

Vale, ou não,
Se afundar Brasília,
Flutuar na mobília?

Vale, ou não,
Reunir a família
Para a antropofagia?



Preto Moreno

Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 24/05/2006
Código do texto: T162072

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6774 textos (102499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:54)