Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O VESTIDO RUBRO


... misteriosamente,
um vestido caiu-lhe sobre a pele
sem calcinha e com peito solto.
Depois de comer a sobremesa mais doce,
precisou urgentemente de um trapo sem pudor
para destrancar os segredos desconfortáveis
da invisível alma em busca de nudez!

... mesmo na transparência
recatada dos seus olhos beatos,
os soluços viraram confidencias.
Após desejar inferno, mesmo sem pecado,
sentiu a necessidade de despeitar o coração
para que o mistério do corpo, inconformado,
vestisse o hábito da alma posta em paz!

esse misterioso vestido rubro
traspassado por um brocado negro
censurou olhos, peitos e boceta.
A ardência da pele ao confessar
todos os detalhes absurdos
dessa paixão tão apalpada
cobre mais que o hábito
de vestir tanta nudez.
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 10/05/2005
Código do texto: T16227
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19521 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:28)
Djalma Filho