Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sagração

Me sagrei para ti,
larguei minha vida no topo do mundo.
Desci a colina dos impossíveis,
entrei nos possíveis e dei-me a ti.

Dei-me de uma maneira desabusada,
íntegra, perfeita e querida.
Ofereci minh'alma para que fizesses um altar,
onde depositaria meu corpo desnudo e teu.

Amei-te, como jamais amei!
como sol, lua. sereno, chuva, garoa,
embaçada dentro de mim.
Foi o meu momento, nosso momento,
em que galopei e  em que galopavas
frenético, em pensamento urdido, temido
e realizado!

Não mais procurar nada
não mais encontrar ninguém.
Só a ti,só o nosso amor incontido
represado, domado, achado e perdido.!..

Te achei num vale descampado,
onde procurava meu continuar...
Meu compasso descompassado,
minha vida a caminhar!

Não estou mais trôpega,
não claudico mais,
nada mais peço à vida!
Simplesmente... te achei!..

Eda Carneiro da Rocha


....

Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 10/05/2005
Código do texto: T16241

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14770 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:10)
Poeta Amor