Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fruto dos Esquecidos

Sei das coisas,
pois já fui luz de esquinas,
passador de saias,
embrulhador de saudades,
varredor de sentinelas,
restos de pó,
mas regenerado dos
pecados que fazem o
amor no homem.

Hoje,possuo em
ralas fotos,
boa parte
do sentimento dela;
a guardo igual à fruta,
faço sua sombra,
e espero ser,um dia,
sua única esperança.

Sei que ela se foi,
para um reino distante,
onde lembrar não adianta,
e chorar não leva à casa
daqueles dois amantes,
de dois sozinhos,
de camas saparadas,
de lencóis perfumados,
mas que não conseguem mais
viver amor,
um amor que nunca foi livro.

Mas não me deixam
esquecer.

Paradigma!
Sou fruto dos esquecidos!

José Kappel
Enviado por José Kappel em 25/05/2006
Código do texto: T162495
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:38)
José Kappel