Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HA PALAVRAS SUJAS/ HÁ PALAVRAS DE VENTRE

Há palavras estranhas
Estanho
Há palavras que planta
Semente
Há palavras de ponta
Sabre
Há palavras grávidas
Parto
Há a que não se contém
Morte
Há que se abre
Semente

Há a palavra gente
Bastante
Há palavras que se come
Peixe
Há palavra que se nega
Fome
Há gente que entregua
E quem resiste
Há palavras de vida
Água
Há palavras de nódoa
Sangue
Há a que se espalha
Fértil
Há quem estéril se negue
E estanque

Há quem ame
E quem se vingue
Quem trabalhe
E quem manda
Há palavras de ódio
Intolerância
Há ânsia por paz
Perdão
Há palavras mudas
Tortura
Há gritos silenciosas
No povo
Há quem fale
E quem consente
Há palavras que ficam
E as que voam
Pássaro

Há palavras que escapam pelas mãos
Amor distante
Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 25/05/2006
Reeditado em 25/05/2006
Código do texto: T162638

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Célio Pires de Araujo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1075 textos (32936 leituras)
2 e-livros (236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:25)