Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROVAS-11

Cinco vezes já te disse
da minha insatisfação;
mesmo que assim antevisse
na minha vida um senão.

O olho mágico não vê
o que por dentro se passa;
só por fora pode ler
o que anuncia a trapaça.

O despertar da manhã
aos poucos vem acender
o olhar da minha cunhã
que faz meu amor crescer

Efetivamente a noite
atrai a fúria e o pudor;
caminhando em vil açoite,
iludindo o sonhador.

Um pequeno apartamento
aqui no Rio de Janeiro
faz meu entretenimento
me ocupando o dia inteiro

Ostenta o Rio de Janeiro
mil requintes naturais;
dos quais goza o brasileiro
seus eventos culturais.

Ipanema verte amor
na badalação mundial;
é desnudado o pudor
de sua beleza normal.

Promessa é bom se fazer
ao querido São José
pra não deixar de chover
onde precisa e se quer

Silêncio, requer segredo,
pudor, regeneração;
falar de mais é brinquedo,
descomunal retração.



Zecar
Enviado por Zecar em 11/05/2005
Reeditado em 01/07/2016
Código do texto: T16304
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zecar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
249 textos (20144 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:57)
Zecar