Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Igual, mas diferente.



Ouço o que todos ouvem,
Falo o que todos falam
E canto o que todos cantam.
Prefiro me sentir assim,
Sei que é contra gosto,
Mas não acho o caminho,
Por isso perdido ou achado
Vou carregando esse segredo.
Quando assumo o meu quarto
E vejo a minha esposa dormindo,
Sem me permitir viajo assim.
Da tradição se filho fosse,
Emblemático talvez um coração,
Meu nome teria,
Teria um escudo
Feito de armas e brasões.
Porem é justamente o contrário,
Mas essa é a minha paixão.
O meu coração é alugado
De forma relevante,
Porque a cabeça
Já conhece a história do mundo
E aprendeu a gostar de literatura.
Por isso resiste
E não abandona
A poesia.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 26/05/2006
Código do texto: T163739
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26287 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:13)
Condor Azul