Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAGAMENTE A VIDA MENTE


Vaga mente,
vagamente
pelas vagas
memórias
da minha mente.
Vaga mente
pelas  vagas
deixadas
nas lembranças
de antigamente.
Vagamente,
a mente vaga
por vagas,
brancos
de uma história
vagamente vaga.
Vaga mente,
vagal,
vagabundeia
e busca vagas
não sabidas.
Ávida mente
que devora
avidamente
as vagas da memória.
E vagamente,
a vida mente.
Avidamente.
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 11/05/2005
Código do texto: T16387

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154015 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:34)
Débora Denadai