Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Portas de Vidro

De ausências, a gente
se perde;
de falta somos
falidos vitoriosos.

Uma hora prá cá,
outra pra lá.
Encontros, nada
de encontros.

Só sonhos castanheiros,
visões sem par,
caminhada sem trilha,
entortando de vez
meu coração,
já não apaziguado.

Quero te esperar,
como o pássaro espera
a manhã;
quero partilhar
dessa dor incrível,
de você estar lá
e eu aqui.

Que mundo sofreiro,
sem desmandos,
e eu sem uso:
fico aos choros
com sua lembrança
e você empertigada
de saudades
do outro lado
da porta,
da outra porta de vidro.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 27/05/2006
Código do texto: T163908
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26789 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:16)
José Kappel