Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma Nova Era


Escuridão,
Gritos, passos e aves voando.
Uma noite fria.

Uma sombra na parede de um bar
Não consigo identificar
Mal consigo falar.

O medo.
Respiro, pelo menos tento.
O grito, parecia desespero.

A voz
Escuto alguém falar,
Desesperadamente,
A escuridão
Não permite a identificação.
Mal sabia o que iria encontrar.

Um pedido de socorro,
Um homem veio a solicitar.
Algo de grave acontecia,
O homem pediu para lhe acompanhar.
Eu doido aceitei
Porque eu não sei.
Uma mulher avistei
Muito sangue também
Não sabia o que dizer
Até quando um choro escutei.

Uma criança acabaste de nascer
E o meu medo desaparecer,
Uma tranqüilidade vinha
Daquela pequena menininha.

O Sol começa a nascer
Iluminando a todos os presentes
E mais uma noite tem fim
E a certeza que a vida vai continuar.

Alguns nem vão saber
O que presenciei.
E outros,
Continuaram a viver as suas vidinhas
Depois de isso ler e nada entender.

Felipe Mesquita
Enviado por Felipe Mesquita em 27/05/2006
Código do texto: T164064

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Mesquita
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 29 anos
110 textos (8826 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:22)
Felipe Mesquita