Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma graça de pequena

UMA GRAÇA DE PEQUENA

Não se recorda o dia,
Sabe-se o mês, junho...
Ela chegou e abafou
Traquinas e pequenita
na casa se instalou
dos móveis se apossou
Em nossos corações
fez a caminha , se aninhou...
E a vida fez-se mais bonita,
em meio a muita bagunça e coco...
Sapatos, meias, jornais, comida das rivais,
e de todo o mais ela se fartou...
Apaixonada por refris, pipocas, balas e pirulitos
alegre e malandra, afeita a agitos,
sem nunca se preocupar com os homens e seus conflitos...
tamanho não tinha, estéticamente isto nunca a preocupou
a carinha pequenina, as orelhas enormes, os olhos verdes
perquirindo o fínito e o infinito...
Nem mesmo chegou a  cogitar os   gatos, gatos são somente gatos...
Sempre alerta já bradava seu alto e estridente AU AU,
ou seja, respeita, eu sou MAU...
Pagamos a eutanásia, ela percebeu o esquisito,
Mas como fugir da sorte? deu-se continuidade ao final ato...
Morte suave, sem dores, o  homem é  que é mau...
É só abrir os bolsos meus senhores..........
ADEUS pequena cadela
ADEUS pequena Milena....

Dorothy  Carvalho
                                                       Goiânia, 19.10.2.000
Dorothy Carvalho
Enviado por Dorothy Carvalho em 28/05/2006
Reeditado em 18/12/2011
Código do texto: T164748
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dorothy Carvalho
Rubiataba - Goiás - Brasil
351 textos (53941 leituras)
1 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:25)
Dorothy Carvalho