Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ele


Cheguei
bem de
mansinho
Na pontinha
dos pés
Não queria
acordá-lo.

Fiquei ali,
bem perto olhando
Estava tão lindo
em seu sono.
Nem parecia
que tanto
tinha sofrido
Pelas ruas
do destino.

Fiquei
a olhar
sua pele
Tão de cor,
às vezes
amarelada.

E ele
a dormir.
Em paz.
Calma paz.

Bem baixinho,
para não
assustá-lo,
Com carinho,
muita candura,
Cochichei
algumas
palavras
em seu
ouvido.

Ao ouví-las,
acordou,
Levantou
os olhos,
sonolento
E me olhou
assim
de um
jeitinho,
Sem jeito
de se saber,
Mas parecia
me reconhecer
Percebi
um vago
brilho.

Ah, assim,
desse jeito,
não resisti.

Estendi a mão
Com a intenção,
De acariciá-lo
devagarinho,
Por entre
seus olhos,
seu corpo
E assim
enchê-lo
de carinho
Que por dias
ele perdeu.

Levei mão
e retira
depressa,
E não é
que meu cão
me mordeu?!
Maria
Enviado por Maria em 28/05/2006
Código do texto: T164862
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4549 textos (185897 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:42)
Maria

Site do Escritor