Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Raso Morrer

Se falo pouco, é por puro
sentimento -
igual aos dos pássaros cabisbaixos.

Se laço o vento às cordas
do coração,
é que, por acaso, sou
fiel ao raso morrer.

Mas nada reflete tanto
como o espelho.

Se for teu amigo,
mostra o que já foi passado,
e se amigo também for,
mostra que o presente
é somente uma caixa de abrir!

Não creia em acordos!
E, como espelhos enrugados
ainda menos, ainda menos!

Nada custa tanto a mentir
igual ao espelho de seu passado;
nada é tão fatal
e bruto, como o reflexo de sua morte
em vida!

José Kappel
Enviado por José Kappel em 29/05/2006
Código do texto: T165097
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26778 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:37)
José Kappel