Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BOTEQUIM

Exibido
qual manequim ou premios
vestindo as cores dos vagabundos
o lar da verdade dos puros boêmios
num vozerio
oculta perdidos mundos.

Ninguem se envergonha
de cantar a noturna aquarela
do abandono

Os copos vai se enchendo devagar
de lagrimas, lembranças sem dono,
algemados a pungentes melodias
que nem mulheres poderão destruir
(res coitadas, voltam todos os dias
ao mesmo poço em que viemos cair)


Da ululante alegria dos solitarios
vidas e paixões a morrer, descritos,
Nas silhuetas de Cristo
os calvarios de lindos romances
....inda não escritos

Wilson Miranda
Enviado por Wilson Miranda em 29/05/2006
Reeditado em 29/05/2006
Código do texto: T165575
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilson Miranda
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 85 anos
1 textos (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 13:00)