Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem poesia:



Eu queria uma canção
Mas ficou só na vontade
Muito cedo eu descobri
Que eu não levava jeito
Para ser um cantador
Nem um verso eu cantei
Tampouco uma poesia
Pra minha amada recitei
Esta noite fiquei sozinho
Distante do meu amor

Na distancia uma janela
Fechava-se em silencio
Alguém esperou em vão
Para ouvir minha canção
A canção que não escrevi.
Hoje vejo aquela janela
Que permanece fechada
Sem nenhuma esperança
De um dia vê-la de novo
No vão da janela surgir.

Minhas noites vão e vem
Eu permaneço na espera
Que aquela janela se abra
Que ela outra vez apareça
Pois não consigo mais viver
Nesta solidão que hoje vivo
Minha esperança se esvai
Com a sua janela fechada
Sem poesia, e sem canção.
Sem coragem de escrever!


Volnei Rijo Braga

Pelotas: 15/12/99
Postado: em 30/05/06









Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 30/05/2006
Código do texto: T165669
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:24)
Volnei Rijo Braga