Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SUPERVIVENDO ( não diga, sobrevivendo )

Claro que não é possível
contar as estrelas do céu
pois, se uma não for visível
estarás somando ao léu.

Reclamas das dores infligidas
e que relutas em olvidar.
São talhos que abrem feridas
mas cicatrizam, se voltas a amar.

Mesmo que o sol não sorria
ou estando a lua em degredo
adotes como amante, o dia
cases com a noite, em segredo.

Se as flores te cantam cantigas
sigas o pulsar da natureza
baile com estas ninfas antigas
esqueças qualquer incerteza.

Finjas, se quiser -  te esconda
atrás dos  versos que te traíram
e nem notarás que te ronda
o espectro dos que já partiram.

Conte as estrelas
volte a sonhar
aqueça-se ao sol
creia em fadas
plante mais flores
fantasie poemas.
Dionisio Teles
Enviado por Dionisio Teles em 30/05/2006
Reeditado em 30/05/2006
Código do texto: T165975

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dionisio Teles). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dionisio Teles
Barueri - São Paulo - Brasil, 64 anos
177 textos (43586 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:45)
Dionisio Teles