Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

1

Eu nem principio nem acabo!

Muito menos nasci do amor que há entre Deus e o Diabo
Só sei que vou por onde levam minhas pernas
E o buzão

Eu nem principio nem acabo!

Todo amor é fonte de desejo
Engasgo com pelo de púbis
gosto amargo da traição

Eu nem principio nem acabo!

Caracóis operários desfilam com suas casas
Triste Fim de Policarpo Quaresma
Hoje não como carne
Mas a virgem vagina salmão salgado
É peixe, como com limão drummoniano purificador de almas
Nem tu nem eu  sabemos
Um copo de limonada sem açúcar redime qualquer pecado
Pobre Santo Agostinho que não conhecia a limonada
Pois com certeza ele as roubaria da chácara do seu Zé
Que não comia ninguém
Só tinha uma gata que mia

Eu nem principio nem  acabo!
Fabiano Vale
Enviado por Fabiano Vale em 30/05/2006
Código do texto: T166204
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabiano Vale
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil
116 textos (13318 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:19)