Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arremesso


Não
meu verso não é secreto
Não guardei a chuva
sequer do meu manifesto
nem consumi a pastilha diária
de minha inquietação
Nem tampouco a sombra
daquele salto que quebrou
na esquina
onde descobri
que a paz não era verso solto
nem folha minha
Agora, ao invés da caixa
que me exila em metáfora assassina
quero nova recordAÇÃO
talvez aprender a dançar outra rima
outro passo
com os pés pra cima
Um pouco de sobressalto
que lamba o céu do asfalto...
conquistar outra linha
que sugue o meu pensamento
sem a retidão dos calos

Izabella Gamellas
Enviado por Izabella Gamellas em 31/05/2006
Reeditado em 31/05/2006
Código do texto: T166466
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Izabella Gamellas
São Luís - Maranhão - Brasil
107 textos (10690 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:36)
Izabella Gamellas