Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

a musica...

A   MÚSICA                       Em 03 de julho de 2001.


Quando feto no ventre, me apresentaram suas notas,
fui gerada com sopros de clarinetes e acordes de violões
e cavaquinhos.Ainda quando embrião , já era aguçada  minha audição.Quieta ficava eu, para poder escutar as melodias tocadasdo lado de lá.

Ao chegar neste mundo, tive uma bela surpresa.
A música que eu escutava quando no ventre estava,
continuava a tocar, soprada no clarinete por meu pai a me ninar.Depois veio a flauta, soprada com muito esmero.
e eu quieta no berço , como se quisesse cantar,
aquelas lindas melodias que eu há muito conhecia antes deste mundo habitar.

Quando comecei a falar, aprendi então a cantar,
as músicas que eu já ouvia do outro lado de lá.
Violões e cavaquinhos, clarinetes, sax e flautas.
Todas notas conhecidas, as músicas que meu pai
tocava inspiravam poesias.

Crescendo, segui cantando, ouvindo o flautista dizer:
Menina, você tem futuro, vá fazer aula de canto para não
desafinar e quando você crescer, saia por esse mundo a cantar. É com saudade que lembro dos muitos menestréis  - JACÓ, SILVIO,NELSON, VICENTE, ARI, PIXINGUINHA, CHIQUINHA, DALVA e outros mais.

O céu está em festa , choros ,serestas e boleros e um grupo especial,músicos que nesta vida tiveram um só ideal. Cantar a poesia ,dores,amores e dissabores, trazendo muita alegria  a quem quisesse escutar.

Muitas notas e acordes, DÓ, RÉ, MI, FÁ, SOL, LÁ e SI.
Embalaram meus dias de menina e adolescente.
Hoje adulta, peço a DEUS por essa gente que lá no céu recebeu o meu eterno flautista , que de ouvido tocava  também outros instrumentos.
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 13/05/2005
Código do texto: T16654
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65358 leituras)
50 áudios (9717 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:10)
Deth Haak