Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PET WORD SHOP (Jardim de Palavras)



Se você descobriu, não me conte. Só me dê uma pista.
Como faz para cultivar palavras no seu jardim?
Se você descobriu, não me conte. Só me dê uma pista.

Como faz para aguá-las? É como o jasmim?
Por favor, não me conte, nem me dê atenção.

Como faz para reproduzi-las? São como enguias vivas?
Nem me diga, por favor, prefiro quase não saber...

Como as faz tão belas, cheias de si, lindas, na janela?
Não, não e não! Me recuso a ouvir! Melhor não insistir...

Como faz para penteá-las? Deixá-las com esse ar sedutor?
Claro, um pouquinho pode me contar...não vá se apressar...

Você as descasca como vagem?!? Que coragem...
Pode contar mais um pouco...tô ficando louco...

Palavras escapam e fogem pelo mundo? Tudo isso num segundo?
Como faz para deixá-las tão limpas?

Escova-as como aos animais?
Conte-me, vai, como faz para deixá-las tão nobres...reais...

Como?!? Palavras elétricas? Teutônicas? Excêntricas?
Então me diga de uma vez como se faz, como fez...

Você não é o dono? É apenas o quê...? Uma espécie de tutor?
Vamos, escancare de vez, me conte sem nada esconder...

Ah, você é do tipo grafitador...um humanonanocomputador...
Como faz para as domar? Algum truque? Mágica? Torpor?

Como?!? Um psicoloucológico? Um psicotranspiradopatológuico?
Ora essa, faz de conta que acredito, faz de conta, te digo,
que é um pterodáptilografador, um translatorauscutador...

De qualquer maneira, belo esse teu Jardim de Palavras,
principalmente as nuas, andando pela sala,
esguias, kafkas, lentas, púberes,
canônicas, lépidas, mágicas,
frias, carnívoras, torpes,
bentas, flexíveis, vãs,
irremovíveis, lisas,
inconfundíveis,
panorâmicas,
trêmulas,
vagas,
más,
lã.



Preto Moreno

































Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 31/05/2006
Reeditado em 31/05/2006
Código do texto: T166776

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6780 textos (102538 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:17)