Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0286 - Meu amor, meu

Não amo qualquer mulher, amo todas,
talvez seja um pouco volúvel,
multiplico minha paixão entre tantas,
muitas vezes é fuga, outras é solidão,
tenho momentos que jamais quero viver.

Não preciso de todas as mulheres, que me amem,
preciso de apenas um amor, um de verdade,
aquele que me faça sorrir, olhar e me perder,
sem ao menos saber que planeta estou,
assim que quero sonhar, qualquer sonho, só meu.

Quero outras vidas dentro de minha vida,
serei quantos amantes quiser, só por uma mulher,
também posso ir além do querer, do prazer,
só para amar não por uma noite,
sou amor para que fique, ainda que ausente, fico.

Posso ser carregado em um coração pequeno,
sou leve quando amo, carinhoso quando no seu corpo,
poderia ser livre e sou, também muito apaixonado,
quando não mais me amar, não vou amar,
guardarei cada carinho, cada gosto, cada beijo...

Depois voltarei a pedir mais amor, talvez que fique,
não tenho vergonha de chorar, jamais vou implorar,
que fique se quiser, se me tem amor de amante,
depois pode ir quando quiser, mesmo que te peça,
levará o amor, seu amor, o meu fica, para sempre meu.

19/05/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 13/05/2005
Código do texto: T16701
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116251 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:08)
Caio Lucas