Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APENAS LEMBRANÇAS

As gotas desenham sua face no espelho d’água
Assim como riscam na janela lágrimas das nuvens
Uma chuva fina relembra minha infância e saudade
nas nuvens inventivas sob a moldura dos sonhos.

Sinto o ar gelado e úmido da tarde chuvosa
Aperto meu peito dessa saudade solitária
Vez que ainda agora sorria alegremente
a criança que na minha frente dorme agora.

Perfaço os muitos anos de jornada festiva
Me alinhando no tempo e nas verdades
Quase durmo entregue a interrogação
Como se o mundo parasse para eu pensar.

“Dorme filhinho do meu coração”
Gostosa música... É tatuagem na memória
Tento eu guardar as notas em harmonia
Para cantar como solitário minha estória.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 13/05/2005
Código do texto: T16704
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
730 textos (54065 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:22)
Jose Carlos Cavalcante