Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E Tudo Virou Sereno

falta falar,
falta dizer,
mas,
em pé, não
dá, e não sei
porquê!

sou do sereno,
vim da mata
apinhada,
corro por ruas
descabelado
pra ganhar
o pão
que não
desata.

finjo que
não sei
porque
logo,logo
o
vinho faz
efeito.

finjo que
não penso
porque
nos dias
de hoje,
se relaxar
na frase,
é logo preso.

mas vim falar
dela.
mas o soneto
sumiu,
a inspiração
de pó virou.

fiquei torto
só em saber
que o poema
pra ela
começava
assim:

querido amor,
você
é minha vida
e tanto!

beleza!
toque o
avante,
pois
não sou
santo!

mas falta a
estrofe,
a pausa,
o cordel,
e sem rima,
morreu!

sumiu tudo,
virou sereno
sem pai,
virou vida
sem mais!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 01/06/2006
Código do texto: T167128
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:38)
José Kappel