Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulheres das Sete

As sinceridades das sete horas
me assustam; mas não são
coisas assim.

São mais,
e enlevam a sensação
de solidão e de conviver
num rebuliço interior.
 
São as minhas mulheres
das sete horas:
rebuscadas de pó e
exalando gergelim que me
apavoram.

São as minhas mulheres
das sete horas que sentam
às bocas dos bares e se perguntam -
bem no seu interior -
o que estão fazendo ali.?
 
Elas fazem tremer o meu vazio
e da pomba ferida, com beira dos
lábios a sorrir,
exalam
tanto sozinhas, que
de lá nada carrego,
nem trouxa velha,
nem âmago afim.

São as mulheres
das sete.

Porque pertencem aos homens
também dos sem-horas.
Aqueles enlacrados de sem vida,
torneiros do trabalho,
que procuram as mesmas mesas
para trocar intimimidades
tão famosas e angustiantes.

Sou fraco por isso,
minha sustentação não existe.

Sou pária naquela hora
onde todos se encontram
caseiros
prontos para levantar o mundo
e fazer dele um brazeiro.
E refaço meus cálculos:
se não são bons,
também de pouco valem.
 
E acabei nunca me tornando um
algoz das horas semi-nuas,
onde se despem as angústias e
solidões de todos
em botijas de aguardente.

Posso, ser vazio e impuro,
posso, ser vulgar e passageiro,
mas daquele alento não quero mais
não por ser encrequeiro,
mas por querer viver
e viver não quer dizer
virar mulher das sete
e virar centro de um mundo
que está para morrer.
 
Mas acho, ariano e luminoso,
que estou pisando entre mortos
e semi-mortos e ainda não descobri.

Mas de uma coisa eu sei:
mulher das sete, nunca, nunca
mais,
não são anjos - são despojos -
de alguma estrela sem rumo que
raspou a Terra e nos inundou de um
grande e basto vazio:
as mulheres das sete!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 01/06/2006
Código do texto: T167138
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26789 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:42)
José Kappel