Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PHOENIX


Das cinzas faço tônico,
o céu por testemunha,
do ocaso, abandono,
do amor, a triste alcunha.

As mãos, em carne viva,
tua face irão tocar,
e a boca sem saliva,
teu mar vai inundar.

Renasço a cada instante,
que o amor me entrega a ti,
e mesmo que inconstante,
vivendo, sucumbi.

A morte é um alento,
que a vida me dá,
e eu, Phoenix, só me lembro,
de reviver, pra te amar.


**********
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 01/06/2006
Reeditado em 01/06/2006
Código do texto: T167267

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1158 textos (248685 leituras)
21 áudios (13707 audições)
3 e-livros (1280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:59)
Lílian Maial

Site do Escritor