Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REFÚGIO


Ah!
Como é difícil
Ficar à margem
Se entre um verso
e outro.
Dou de encontro...
Com meus sonhos...

Ah!
Ao me encontrar...
Melhor me entendo
E como é dolorido voltar
Se os antigos esconderijos
Eram muito mais bonitos

Ah!
Como é difícil
Após ter ido tão fundo
Ver-me aqui encolhida
Nesse poema resumido.


Rita Costa
(01.06.06 - Rio de Janeiro)
Natureza Poética
Enviado por Natureza Poética em 02/06/2006
Código do texto: T168274

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citando nome do autor, data, local e link de onde tirou o texto.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Natureza Poética
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
43 textos (3204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:27)
Natureza Poética